SQLSTATE[HY000]: General error: 1021 Disk full (/tmp/#sql_78dd_0.MAI); waiting for someone to free some space... (errno: 28 "No space left on device")

Gravação na Hungria

As Melhores Bebidas Húngaras

Bebidas Que Você Precisa Provar Durante Sua Estadia em Budapeste

A cultura da bebida da Hungria é muito rica e diversa. Em sua maioria, os húngaros bebem 3 tipos de bebidas alcoólicas: vinho, cerveja e pálinka. A Progressive Production montou uma pequena introdução a essas bebidas.

A cultura da bebida da Hungria é muito rica e diversa. Em sua maioria, os húngaros bebem 3 tipos de bebidas alcoólicas: vinho, cerveja e pálinka. A Progressive Production montou uma pequena introdução a essas bebidas.

Cultura do Vinho

A Hungria tem ao seu dispor vários tipos de vinho, e essa bebida é uma característica essencial da cultura, história e gastronomia húngara. Os húngaros têm muito orgulho de seus vinhos, por isso achamos que você não pode deixar de provar pelo menos alguns deles, como Tokaji Aszú ou Egri Bikavér.


SUm dos vinhos mais conhecidos é o vinho de sobremesa Tokaji (que leva o nome da região vinícola no nordeste da Hungria, Tokaj) e os vinhos tintos de Villány (provenientes do sul da Hungria). Além disso, a região vinícola de Tokaj é um Patrimônio Mundial da UNESCO, devido à sua tradição e aos seus valores culturais.

Youtube on hungarian wines

O vinho Sangue de Boi de Eger (Egri Bikavér), é um vinho tinto de cor carregada e muito encorpado, e um dos mais famosos da Hungria. Diz a lenda que o nome Sangue de Boi vem da época em que a Hungria estava sob ocupação turca, no século 16. O capitão do Castelo de Eger teria dado aos seus soldados vinho tinto para beber durante a batalha contra os turcos. Quando os soldados turcos olharam para os inimigos e viram aquele líquido vermelho escorrendo, acharam que os húngaros estavam bebendo sangue de boi. Eles não se atreveram a lutar, e abandonaram a batalha. É claro, isso não passa de uma lenda, já que sabe-se que naquela época a Hungria só produzia vinho branco. Mesmo assim, é uma história divertida.


Os melhores e mais famosos vinhos da Hungria que você tem que provar são:

  1. 1.Tokaji Aszú
  2. 2. Egri Bikavér
  3. 3. Villányi Kékfrankos
  4. 4. Badacsonyi Hárslevelű
  5. 5. Tokaji Szamorodni (Seco)


Você pode pedir esses vinhos em quase qualquer restaurante em Budapeste.

Pálinka

Um ditado popular húngaro expressa perfeitamente o nosso gosto por essa bebida: o que se usa para fazer geléia, também pode ser usado para fazer pálinka.

Uma especialidade omnipresente no país inteiro, pálinka (pronúncia: pálinca) é o nome do destilado feito de várias frutas típicas da região, geralmente ameixas, damascos, pêssegos e pêras.


Foi inventada na Idade Média e é protegida agora pela União Europeia, o que significa que apenas as bebidas feitas a partir de frutas amassadas, destiladas, e amadurecidas na Hungria, podem ser consideradas pálinka.


Nós podemos traçar o surgimento dessa bebida ao século 14, quando o Rei Carlos I e sua esposa, ambos sofrendo de artrite, usaram-na como remédio. Naquela época a pálinka provavelmente era apenas uma aguardente misturada com alecrim.


Durante os próximos séculos, a pálinka tornou-se um grande sucesso, conforme mais pessoas começaram a produzir destilados, pálinka e licores. Isso resultou na criação de normas para a produção de destilados em 1799, que concederam os direitos de produzir pálinka somente aos latifundiários. Como o próximo passo, o governo introduziu o imposto sobre a pálinka e, em alguns anos, a bebida se tornou monopólio do estado em 1850. Naturalmente, a produção caseira ilegal de destilados ganhou popularidade durante essa época, embora desde 2011 tenha se tornado legal novamente.

Youtube the pálinka challenge

As pálinkas húngaras mais fortes são chamadas de “kerítésszaggató”, o que traduzindo literalmente significa “rasgador de cerca”. Como você pode imaginar, o nome tem a ver com a perda de equilíbrio de quem está embriagado.


As melhores e mais conhecidas marcas de pálinka são Rézangyal, Árpád e Zsindelyes. Você pode provar todas essas marcas em grandes bares e restaurantes.

Cultura da Cerveja

Apesar da Hungria não ser particularmente conhecida por sua cerveja, “sör” (cerveja em húngaro, pronúncia chãr) tem sido fabricada aqui por mais de mil anos.


Hoje em dia mais e mais cervejarias têm aberto no país, oferecendo ótimas cervejas caseiras e melhorando diariamente o mercado de cerveja artesanal da Hungria. Então sugerimos que não perca a oportunidade de visitar alguns desses lugares enquanto você estiver na Hungria.

Uma curiosidade: Os húngaros não costumam a brindar quando bebem cerveja. Em 1848 houve uma revolução contra o Império Austríaco, do qual a Hungria fazia parte. Após o fracasso da revolução, o general austríaco Julius Jacob von Haynau ordenou a execução de 13 generais rebeldes húngaros, agora conhecidos como os Treze Mártires de Arad. Há uma lenda urbana na cultura húngara que conta que os generais austríacos brindaram com seus copos de cerveja para celebrar a execução dos generais. Desde então os húngaros evitam tilintar os copos quando bebem cerveja. Muitas pessoas ainda mantêm essa tradição, a não ser por muitos jovens que dizem que a tradição era só para durar por 150 anos.  Teoricamente essa promessa não vale mais, mas ainda está em prática nos dias de hoje. Em todo o país, brindar com canecas de cerveja ainda é considerado um ato de mau gosto.


As cervejas mais famosas da Hungria são a Dreher, Borsodi, Soproni e Arany Ászok.


Se você é amante da cerveja e está visitando Budapeste, você vai adorar os bares que oferecem cervejas artesanais fabricadas por cervejarias locais, como Élesztő e Léhűtő.


Você pode encontrar todas essas cervejas em qualquer restaurante ou bar.

Preparing download
Zipping files